A importância do fio dental

A importância do fio dental

Muitos pacientes me perguntam sobre os enxaguantes bucais e os dispositivos de jato de água para limpeza dos dentes. Minha resposta é sempre a mesma: Só escova e fio dental são suficientes para a boa higiene oral. Os outros pseudo métodos só atrapalham porque dão a falsa impressão que a boca está limpa quando na verdade não está, pois não são efetivos.

A escova remove as bactérias e restos de alimentos das faces expostas dos dentes. O fio dental complementa a limpeza removendo bactérias e restos de alimentares de locais onde a escova não consegue alcançar, como entre os dentes e por debaixo das próteses por exemplo.

Além de previnir o mal hálito, remover restos de alimentos e bactérias é muito importante pois diminui muito o risco de inflamação da gengiva e de doenças como a cárie e a periodontite que é uma doença que acomete os tecidos de suporte do dente como o osso, gengiva e ligamentos periodontais (pequenas fibras de colágeno que ligam o dente ao osso).

Para utilizar o fio dental, enrole-o entre dois dedos, um de cada mão, introduza com cuidado entre os dentes (se o espaço estiver muito apertado, pode escapar e machucar a gengiva) e esfregue a superfície de cada um deles, para cima e para baixo, e não para a frente e para trás. Pode deslizá-lo até o contato com a gengiva e até fazer uma ligeira pressão sobre esta.

Se houver sangramento com uma leve pressão, isso é indicativo de gengivite que pode estar acompanhada ou não de doença periodontal. Neste caso, procure seu dentista para uma avaliação.

O uso de fio dental também pode indicar quando existe desadaptação da prótese ou presença de cárie,  nestes casos, o fio enrosca e normalmente esgarça. Se isso ocorrer, também procure o seu dentista para uma avaliação.

Prefiram o foi dental à fita dental. Eles têm uma efetividade de raspagem maior.

Compartilhar:

Comentários no Facebook

Siga-nos no Instagram

Open chat