Sinusite tratada por dentista

A importância dos seios maxilares para a odontologia

As sinusopatias são patologias que acometem as cavidades dos seios da face. Elas atingem todas as faixas etárias e é um dos maiores motivos do uso de antibióticos pela população. Quase todas das sinusopatias possuem origem rinogênica (de origem nasal) e são tratadas pelo médico otorrinolaringologista. Porém, em certos casos, com o envolvimento dos seios maxilares, as sinusopatias podem ser tratadas por um Cirurgião-Dentista.

Os seios maxilares estão relacionados com o processo alveolar da maxila (porção que suporta as raízes dos dentes). Uma patologia desenvolvida no processo alveolar pode apresentar respostas imunológicas nas cavidades paranasais que poderão ser observadas apenas por exames imaginológicos (exames de imagem) que auxiliem no diagnóstico correto para poder se obter o tratamento mais adequado.

 

Sinusite tratada por dentista

A maxila compreende, além do processo alveolar, o assoalho da cavidade nasal e orbital e parede lateral da cavidade nasal. As raízes de prés-molares, molares, até caninos e incisivos laterais, estão em contato ou próximos do assoalho do seio maxilar.

Portanto, caso haja uma alteração odontogênica (de origem dentária), como um cisto, lesão, tumor ou fratura próximos ao assoalho do seio maxilar, isso poderá provocar reações semelhantes aos sintomas de sinusite (obstrução nasal, febre, coleção purulenta e dores de cabeça e nos seios paranasais).

Da mesma forma, caso haja uma inflamação nos seios maxilares, um elemento dentário especifico pode apresentar dor durante a mastigação o que levará o paciente procurar o dentista. Por isso é imprescindível os conhecimentos imaginólogicos do dentista para identificar as alterações e assim tratá-las ou encaminhar ao otorrinolaringologista.

As sinusopatias mais comuns podem ser observadas através de radiografias panorâmicas ou tomografias computadorizadas.

Compartilhar:

Comentários no Facebook

Siga-nos no Instagram

Open chat