Dor na ATM

Mulher com dor na ATM

Dor na ATM

A Articulação Temporomandibular (ATM) é o conjunto de estruturas internas e externas que ligam a mandíbula ao crânio e que tem capacidade de realizar diversos movimentos como a mastigação, deglutição e fonação.

Quando existem alterações nessa articulação, chamamos de Disfunção Temporomandibular. São anormalidades originadas por má formação de estruturas anatômica, má oclusão (encaixe incorreto entre os dentes), trauma (acidentes com veículos automotor por exemplo) ou lesões degenerativas.

As disfunções são classificadas como extra e intra-articulares.

Atinge em maioria mulheres entre 20 a 40 anos. Seus principais sintomas são dores na ATM, cabeça, ouvidos, face, mandíbula e durante a mastigação, além de estalos, limitação funcional e na abertura da boca, zumbidos, entre outros.

O sintoma mais comum entre pacientes com DTM é a dor  (devido a articulação inflamada e os movimentos que a pressionam estruturas), sendo ela um fator prejudicial à saúde do sistema estomatognático pois dificulta a mastigação dos alimentos.

Os estalos são o segundo sintoma mais frequente e ocorrem devido ao posicionamento incorreto da cartilagem que se desloca para cima do côndilo resultando em um som característico. Os estalos podem ou não estarem associados a dor.

O média abertura máxima da boca considerada normal é 4,5 cm, porém, foi observado em uma pesquisa que pacientes com DTM possuem uma média de 4,9 cm de abertura, no entanto, estes pacientes apresentam desvios, limitações e assimetria facial. Limitações na abertura bucal também podem alterar a fala, mastigação e deglutição.

Hábitos deletérios (como sucção digital, da língua ou lábios, uso prolongado de chupeta, bruxismo, briquismo e roer unhas) desestabilizam o sistema neuromuscular e causam uma contração e redução da coordenação dos músculos.

Outros sintomas frequentes são zumbido nos ouvidos ou outros sons articulares, tontura, autofonia e dores nos ouvidos.

A quantidade e qualidade dos dentes podem desencadear a DTM.  Isso pode ocorrer quando a ausência de dentes faz com que a mandíbula passe do ponto de rotação. Funciona assim: A abertura da mandíbula é limitada pelos ligamentos e músculos e o fechamento pelos dentes. Quando esses estão ausentes ou em má conservação, a côndilo pode passar do ponto ideal de rotação causando distensões e dor na ATM.

A disfunção da ATM pode causar muitos impactos sociais e diminuição da qualidade de vida. Além da presença da dor e outros fatores que afetam a saúde física dos pacientes. Uma pesquisa demonstrou que indivíduos relatam prejuízo no trabalho, estudos, lazer, relacionamentos pessoais e familiares. Além de afetar atividades diárias como sono, apetite, locomoção e higiene.

Compartilhar:

Comentários no Facebook