enxaguantes bucais

Enxaguantes bucais e sua efetividade

A higiene oral é composta por procedimentos mecânicos (escovação e fio dental), químicos (anti-sépticos) e controle de dieta. Os enxaguantes complementam as escovações e o fio dental. Eles têm sabor agradável, não são alergênicos e exercem seus efeitos durante um determinado tempo.

 

enxaguantes bucais
Este meio tem função de controle da placa bacteriana, biocida entre bactérias e leveduras e servem como mecanismo de veiculação de compostos ativos de finalidades especificas.
Os antimicrobianos dos enxaguatórios bucais agem na parede celular das bactérias, rompendo-a e assim impedindo sua atividade enzimática. Assim a bactéria perde sua capacidade de se reproduzir e posteriormente morre.
Entre os componentes ativos mais utilizados temos o Cloreto de Cetilpiridineo, triclosan, óleos essenciais e a clorexidina.
Cloreto de Cetilpiridíneo: Mais efetivo contra bactérias Gram-positivas. Tem atividade antimicrobiana e dificulta a aderência da bactéria ao dente. Possui baixa substantividade, pois só possui três horas de duração. Como efeito adverso do uso periódico causa sensação de queimação e descamação da mucosa, devido o teor alcoólico entre 14% a 18%. É encontrado no produto Cepacol.
A efetividade da ação antimicrobiana do cloreto de cetilpiridineo é distribuída igualmente entre as seguintes bactérias: Streptococcus mutans, Streptococcus aureus e Enterococcus faecalis. Porém, seu halo de inibição é pequeno e sua substantividade baixa. Em pesquisas onde houve associação entre CP e óleos essenciais sua atividade foi potencializada.
Triclosan: Possui amplo espectro de ação entre bactérias gram-positivas e gram-negativas, fungos e vírus. Age na membrana plasmática das bactérias rompendo-as. Reduz o biofilme e gengivite. Devido à associação ao copolímero de gantrez e citrato de zinco, sua substantividade é moderada e seu potencial aumentado. Possui baixa toxicidade e é encontrado nos produtos Colgate plax e Colgate total 12.
Estudos demonstraram triclosan como um dos melhores componentes ativos, eliminando até mesmo 99% das bactérias. Quanto a atividade antimicrobiana mostrou um grande halo de inibição da bactéria Streptococcus aureus e um halo médio quanto as bactérias Streptococcus mutans, Enterococcus faecalis e Pseudomonas aeruginosa.
Óleos essenciais: Contém os componentes timol, eucaliptol e mentol. São antimicrobianos, bactericidas, lesam a parede celular bacteriana, inibem atividade enzimática e diminuem o conteúdo proteico. Possuem baixa substantividade devido seu alto teor alcoólico (de 22% a 27%). Apresenta efeito colateral de queimação ao tecido oral. Encontrado no produto Listerine. Seus componentes atuam também na inibição da formação dos cristais de fosfato de cálcio e contra a mineralização da placa bacteriana.
Pesquisas mostram resultados divergentes quanto aos óleos essenciais. Há pesquisas que apontam os OE como enxaguante com a melhor ação antimicrobiana e por outro lado há pesquisas que demonstram ausência de atividade antimicrobiana. Além do seu uso como flavorizante, sabe-se que os óleos essenciais tem compostos fenólicos como um dos seus principais componentes e que esses compostos podem contribuir com ação antimicrobiana.
Clorexidina: Antimicrobiano mais forte e de maior espectro entre bactérias gram-positivas e gram-negativas, fungos e alguns vírus. Pode ser bactericida ou bacteriostático, controla a placa bacteriana e tem capacidade de reduzir o biofilme e a gengivite. Possui alta substantividade de 12 horas, porém, é inibida pelo componente lauril sulfato de sódio presente nas pastas dentais. Por isso, é necessário realizar o bochecho trinta minutos após a escovação. Pode ser encontrada em diferentes concentrações, sendo a mais comum de 0,12%. Porém, se usado periodicamente por mais de duas semanas, têm efeitos adversos como manchas nos dentes, alterações no paladar e aumento de depósitos calcificados supragengivais. É encontrado comercialmente como Periogard, Cariax, Periotrat entre outros.
A maioria dos estudos mostra a Clorexidina como um ótimo antifúngico e como o melhor na redução de microorganismos existentes na saliva. O halo de inibição tem boa efetividade nas bactérias: Streptococcus aureus, Streptococcus mutans, Enterococcus faecalis e Pseudomonas aeruginosa. Além de ser eficaz contra o fungo Candida albicans. Deve se dar preferência para o produto sem a adição de álcool. Está indicada para pós operatórios como coadjuvante na higiene oral.

Gostaríamos de deixar claro que nenhum enxaguante bucal substitui a escova e o fio dental.

Compartilhar:

Comentários no Facebook

Siga-nos no Instagram

Open chat