Sinusite tratada por dentista

Informações sobre os seios maxilares para estudantes de odontologia

O crânio possui cavidades que permitem a passagem de ar, assim como o seio maxilar, temos os seios paranasais, seio frontal e seio etmoidal que é constituído de diversas cavidades chamadas de células etmoidais.

Os seios possuem a função de filtrar o ar inalado, aquecendo, umidificando e captando as impurezas do ar, protegendo a traqueia e os pulmões. Os seios tem comunicação com a cavidade nasal e são revestidos de uma membrana ciliada produtora de muco.

A comunicação dos seios maxilares com a cavidade nasal é feita através do hiato maxilar.

O muco aquece e umidifica o ar inspirado, é constantemente produzido e necessita ser eliminado. O movimento da membrana faz com que o muco ultrapasse o seio maxilar e chegue a cavidade nasal.

Em um indivíduo saudável, a membrana ciliar e o hiato maxilar funcionam em equilíbrio. Quando há uma inflamação no hiato, como a rinite, por exemplo. A secreção do muco é interrompida e passam ser retido nos seios maxilares formando a sinusite.

 

Sinusite tratada por dentista

 

O seio maxilar é o maior entre os seios do crânio, é limitado por suas paredes anterior, medial (lateral da cavidade nasal), posterior, superior (assoalho da cavidade orbital) e inferior. Geralmente os seios maxilares são simétricos.

O seio maxilar fica no corpo da maxila e é desenvolvido até o processo maxilar. Com os dentes erupcionados, o seio maxilar se desenvolve lentamente entre as raízes de posteriores ou próximo delas. Quando um dente é perdido, o seio maxilar costuma se estender até a crista alveolar, o que chamamos de hiperpneumatismo.

O hiperpneumatismo do seio maxilar atrapalha o planejamento de implantes. É realizado através de materiais osteoindutores e osteogênicos, o levantamento do seio maxilar, reestabelecendo a função do processo alveolar de suportar as raízes dos dentes.

As alterações dos seios maxilares mais relevantes para a odontologia são:

  • Pólipo / Polipose Sinusial: é um processo inflamatório na mucosa do seio causada por fatores externos, como a poluição, por exemplo. Pode ser observado radiograficamente como uma ou mais imagens pendulares de apresentação radiopaca no interior do seio maxilar.
  • Fenômeno de retenção de muco: é causado devido a obstrução das células produtoras de muco nas paredes dos seios. Pode ser assintomática ou quando apresenta possui sintomas semelhantes a sinusite. Radiograficamente possui forma arredondada, não corticalizada e radiopaca. Sua regressão geralmente é espontânea.
Compartilhar:

Comentários no Facebook

Siga-nos no Instagram

Open chat