Pulpite

Pulpite é a inflamação da polpa que é o conjunto de estruturas presentes no interior do dente

Pulpite

Pulpite é a inflamação da polpa (conjunto de vasos e nervos que ocupam a parte interna do dente).  As causas são multifatoriais, porém, os casos de pulpite mais comuns são devido há traumas dentários ou lesões de cárie.

Após a formação da placa bacteriana, as bactérias começam a produzir toxinas que desmineralizam os dentes, lesionando e desgastando-os. Ao ultrapassar a camada de esmalte, seguem para a dentina e, posteriormente, em um estágio mais avançado, para a polpa. Porém, mesmo quando a lesão de cárie ainda não atingiu a polpa, ela já pode causar dor, isso se deve por causa do deslocamento de fluidos nos túbulos dentinários (pequenos tubos que estão presentes na dentina e que têm comunicação com a polpa). Esse deslocamento sensibiliza as terminações nervosas presentes no interior do dente.

Quando polpa está inflamada, ocorre aumento da pressão no interior do dente e, como este é constituído por material rígido, e, portanto, não expande, a pressão comprime as estruturas internas, entre elas, as terminações nervosas (causa da dor). A pressão causada pode até mesmo chegar à extremidade da raiz.

Se a pulpite for diagnosticada no começo, é possível realizar um tratamento conservador que mantenha a vitalidade da polpa (sem necessidade do tratamento de canal). Como foi dito anteriormente, a cárie pode provocar a inflamação da polpa a distância, nestes casos, é possível preservar o interior do dente intacto.

Para que o profissional realize um tratamento adequado, ele deve coletar alguns dados do paciente sobre o comportamento da dor e realizar alguns exames, como o de rx e testes térmicos, que são testes realizados com aplicação de spray gelado. O raio-x vai revelar a presença de cáries e ou radiolucência periapical (imagem mais escura normalmente circunscrita na ponta da raiz).

A pulpite pode ser reversível ou irreversível dependendo do grau em que se encontra. Quando ela é reversível, é feito um capeamento (forramento com material protetor) para proteger a polpa e a restauração do dente é realizada sobre esse material. Quando irreversível, deve ser feito uma pulpectomia, onde há a retirada total da polpa e, posteriormente, um tratamento de canal.

Compartilhar:

Comentários no Facebook